::Esquema 1::


Esquema do Capítulo 1 do livro “Ensaios Pedagógicos

PARA UMA CULTURA DAS DIFERENÇAS


Lino de Macedo

Crítica a escola fundamental è constituída por uma cultura das semelhanças

  • è dominado pela “saudades” da escola anterior / um modo de pensar
  • è crianças submetidas a tarefas e recursos comuns
  • è apresentar competências e habilidades escolares comparáveis
  • è professor ensino do mesmo modo
  • è mesmo espaço e tempo didáticos


COMO TORNAR A ESCOLA FUNDAMENTAL PARA TODAS AS CRIANÇAS? COMO SAIR DESTE PADRÃO OU MODO DE PENSAR? COMO APRENDER A PENSAR DE UM MODO NOVO? O QUE SÃO SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS? COMO CONSIDERÁ-LAS DE MODO INTERDEPENDENTE?


SEMELHANÇAS:


=> Função cognitiva: possibilitar a organização do conhecido

=> Encaixar, classificar, conceituar, colocar o particular em um geral

=> Reduzir as coisas ao conhecido para nós

=> Reunir na condição de obedecer a um critério externo; reunião do que pe comum ao critério; as coisas reunidas são tidas como equivalentes, substituíveis entre si; eliminar a diversidade e a singularidade.

=> Atribuir a um particular tudo aquilo que sabemos como geral; reduzir i que poderia nos ameaçar

=> Organizadores da lógica da semelhança: o geral, o comum, o regular, o conceitual, o equivalente, o extenso, o sim, o não.

=> Reduzir as coisas à sua dimensão conhecida; poder controlá-las, excluindo ou negando o que cai fora ou escapa.


DIFERENÇAS:


=> Organizar: dimensão desconhecida

=> O que não reconhecemos, não sabemos encaixar

=> Corresponde as idéias: fragmentos, partes, pistas, vestígios, não podemos aprender por inteiro

=> Cai fora do controlável, classificável, dominável

=> Informações parciais, incompletas

=> Tem a ver com singularidade e diversidade ao mesmo tempo

=> No dicionário: divergir, opor, dispersar, separar, afastar, fazer obstáculo, contrariar, objetar, agir contra.

=> Piaget: a diferença tem como uma das suas funções nos convidar a tomar consciência.

=> Expressa relações horizontais, admite referências múltiplas e abertas, sujeita a divergências e disputas

SEMELHANÇAS / DIFERENÇAS


Semelhanças = classificação – múltiplo e comum
Diferenças = inferências – singular e diverso

Os conceitos dão-nos a ilusão de que vemos as coisas por inteiro, completas, o que nos dá uma segurança que o diferente não permite.

Espaço e lugar

Depende da multiplicidade das relações; universo de possibilidades.

Identidade é resultante do jogo entre semelhenças e diferenças.


COMO NOS RELACIONAMOS COM AS DIFERENÇAS?


1. Negamos e ignoramos
2. Aceitamos – de forma dependente, sem crítica
3. Tentamos excluir
4. Substituímos, viramos aquilo
5. Converter, subordinar

Aprender a respeitar – deixar como está, não passivamente, mas como uma escolha

- RESPEITO: caminho para aprender a conviver
- SEMELHANÇAS x DIFERENÇAS : relação interdependente, indissociáve
- CULTURA DA FRATERNIDADE: diversidade, singularidade, diferenças e semelhanças convivem, formam um todo.


COMO PRATICAR A CULTURA DAS DIFERENÇAS? COMO DESAPENDER A SE RELACIONAR PREFERENCIALMENTE PELA SEMELHANÇA? COMO CONVIVER EM UM SISTEMA ABERTO, COMPLEXO, DE MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES?

::Última atualização: 11/06/2006::